Empoderamento e sororidade: OAB Bagé encerra o mês da mulher reafirmando luta por igualdade de gênero
 

Empoderamento e sororidade: OAB Bagé encerra o mês da mulher reafirmando luta por igualdade de gênero

Em meados de 1908, nos Estados Unidos, o dia 08 de março começou. Celebrada por cerca de 1500 mulheres, a manifestação aderida com o objetivo de igualdade econômica refletiu nos próximos anos uma luta constante e precisa. A mulher deixou de ter um papel secundário na sociedade. A visão arcaica ficou para trás. O seu símbolo agora são duas mãos que se juntam a outras tantas pelo mesmo ideal: existir. E foi exatamente este empoderamento e sororidade que trouxeram a Advogada; Membro Consultora da CNMA - Comissão Nacional da Mulher Advogada - do Conselho Federal da OAB e Presidente da Comissão Especial da Mulher Advogada -CEMA- da OAB/RS, Dra. Beatriz Peruffo, à Subseção de Bagé da Ordem dos Advogados do Brasil na noite de ontem, 28 de março. O II Fórum da Mulher Advogada da Ordem local reuniu um grande público no Centro de Convívio Pres. Carlos Limberger para lembrar quantas Marias o Brasil NÃO tem. O feminicídio, em 2017, segundo dados do Ministério Público, tirou a vida de 4.473 mulheres, ou seja, a cada duas horas uma mulher é assassinada.

O número alarmante serviu de impulso para as dezenas de mulheres que compareceram ao evento munidas além de poder, vontade de continuar cada vez mais à constante luta. A abertura da festividade alusiva não só ao Mês da Mulher, mas também aos 85 anos da Subseção de Bagé no próximo dia 19 de abril, foi conduzida pelas integrantes veteranas da Comissão Especial da Mulher Advogada (CEMA/Bagé), Dras. Catiane da Rosa, Lélia Quadros, Luciana Paiva e Quélen Kopper, que realizaram apresentação dos eventos à frente da Comissão durante os anos passados e o atual, reiterando a importância da união feminina na Advocacia e em todas as áreas.

Precedidas pela palestra que encerrou o II Fórum, a CEMA/Bagé confirmou seu trabalho atuante, agregando cada vez mais um número expressivo de colaboradoras e integrantes. A coordenadora, Luciana Paiva, reforça a necessidade de encarar o mês de março como um mês de luta para dar visibilidade às causas de discriminação em razão do gênero. “Não há nada errado em receber flores ou bombons, mas eles, obrigatoriamente, têm de vir acompanhados de respeito. É importante frisar ainda que esta é uma caminhada sem volta e as mulheres irão irremediavelmente conquistar seu espaço e seu protagonismo na história”, afirma.

A Dra. Beatriz Peruffo, que finalizou o evento com uma conversa franca e direta, salienta a importância que a Comissão da Mulher Advogada de todo o Estado tem de atuar fortemente na prevenção e combate à violência contra a mulher em suas questões de prerrogativas profissionais e à cidadania. Neste sentido, refere-se a mulheres e a homens, pois se faz necessário melhorar os relacionamentos para que realmente se possa atingir uma igualdade de direitos e de oportunidades. “Primeiramente eu quero parabenizar à Subseção, a Diretoria e a Comissão da Mulher Advogada de Bagé pela excelência de evento. Integrar as Advogadas locais e as mulheres da comunidade, acadêmicos e acadêmicas, homens em geral, Advogados... Isso é muito importante, porque nós estávamos falando sobre o universo feminino. Sobre as mulheres. Este foi o assunto: falamos de empoderamento, da importância da sororidade onde as mulheres, juntas, conseguem sim ter um apoio e um fortalecimento maior. Mas para quê? Para que nós possamos viver em sociedade de uma forma igualitária e oportuna. É importante frisar que a OAB não dá a voz para a mulher Advogada e sim, nós estamos, através da CEMA e todas as comissões instaladas no Estado, propiciando espaços para a voz. Espaços de voz. Porque as mulheres Advogadas elas são, sim, líderes dos locais onde exercem a profissão, então é muito importante ressaltarmos isso. Nós buscamos o encontro, jamais o confronto. Buscamos a justiça social e a cidadania”, finaliza.

A Advogada ainda utilizou técnicas de incentivo à igualdade de gênero ao encerrar a fala. Em pé, mulheres levantaram a mão e afirmaram à felicidade que querem ter na vida. Após, a palestrante fez um convite aos homens, que levantassem somente aqueles que, também, quisessem ser feliz, lado a lado. Jamais à frente. “As mulheres já estão em pé. E vocês, homens, eu quero que levantem apenas os que querem ser felizes. Conosco.”, encerra.

O evento teve organização da OAB Subseção de Bagé e da Comissão da Mulher Advogada (CEMA/Bagé). Como apoiadores, OLIMAC Máquinas e Materiais para Escritório, Faculdade IDEAU e Olga Rochinhas decorações.






   
 



 
Contatos
Telefone:(53) 3242-9200
E-mail: bage@oabrs.org.br

OAB SUBSEÇÃO BAGÉ/ RS / Endereço: Rua Caetano Gonçalves, 1011, Bagé - RS - Bagé /RS - Telefone:(53) 3242-9200
Desenvolvimento VITRINEBRASIL